Você e o seu namorado são compatíveis pra viverem juntos por muito tempo? Essa psicóloga te diz!

Quando a gente conhece o amor da nossa vida, é normal começar a sonhar com um futuro entre vocês. Mas será que vocês, realmente, têm chances de viverem juntos em paz? A gente conversou sobre isso com a psicóloga Mariana Uchôa, que levantou essas 3 perguntas pra gente saber mesmo se somos (ou não) compatíveis com os nossos companheiros. Dá só uma olhada:

1) Vocês têm alguma coisa em comum?

Uma boa notícia pra todas as apaixonadas desse mundão: quando o assunto é amor, não existem regras sobre quem pode ou não dar certo. “O que garante um bom relacionamento, na verdade, é a maneira como essas pessoas irão lidar com suas diferenças e suas compatibilidades”, contou a psicóloga. Ou seja, independente de serem completamente opostos ou praticamente um espelho um do outro, vocês podem ter um relacionamento duradouro, sim. Só que, pra isso, é importante que vocês encontrem pelo menos alguma coisa em comum que curtam e que possam fazer juntos, tipo o gosto por fazer maratona em frente à TV no FDS ou então um estilo de música. “Mesmo com personalidades diferentes, é importante achar compatibilidade na forma de conduzir a vida e encontrar prazer no convívio”, disse a Mariana.

2) Vocês se respeitam acima de qualquer coisa?

Segundo a psicóloga, uma das principais coisas que gera conflito entre casais é quando alguém tenta sobrepor a sua verdade como a única certa. É por isso que, se vocês quiserem ficar juntos até ficarem bem velhinhos, só vão conseguir se houver respeito entre os dois. “Podemos ter inúmeras incompatibilidades, como já falei, mas para viver bem é preciso um interesse mútuo de se respeitar, de aceitar as diferenças, de aprender com as diferenças do outro”, explicou. Ninguém nunca vai agir 100% como a gente gostaria, então entender isso e tentar entrar num acordo comum é fun-da-men-tal, viu?!

3) Numa escala de 0 a 10, qual o seu nível de paciência?

E se, independente de quantas vezes você implorar, o mozão continuar não abaixando a tampa do vaso quando vai na sua casa? O negócio é contar até 10 e respirar beeem fundo antes de falar alguma coisa. Você se imagina fazendo isso no futuro? Segundo a Mariana, o tempo de adaptação entre os casais depois de casar varia muito e, dependendo da vontade da pessoa, isso pode ser mais rápido ou mais devagar. Agora, pode ser também que isso nunca aconteça, tá? "não dá pra ficar num relacionamento que não te faz bem, que não é saudável ou que a diferença do outro te incomoda e te chateia”, disse. Moral da história? Você precisa ter bastaaante certeza que é capaz de aturar as diferenças dele antes de dar um passo a mais.

Um homem a gente pode até escolher se vai aturar (ou não) pro resto da vida, mas quando se trata de cabelo não tem escolha... tem que cuidar! Pra deixar a convivência entre você e os seus fios cada vez mais feliz, dá uma olhada nas nossas dicas de como fazer uma hidratação perfeita.

Publicado por: Carolina Prado

Publicado em: Terça-feira 25 de julho de 2017 - 11h06

Destaques da Semana

Escolha o seu humor do dia e veja as dicas para ficar sempre pronta!

  • Me Achando
  • De Boas
  • Precisando de uma força
  • Tensa

#GarnierBrasil

GarnierBrasil
Ir para o topo