Se você e ele concordam nessas 3 questões, isso deve acabar em casamento

Que se casar é bem diferente de brincar de casinha, em que a gente pode guardar tudo e partir pra outra quando as coisas ficam chatas, a gente já sabe. Por isso, não dá pra decidir tomar um passo tão grande como esse sem pensar se isso é REALMENTE o que você e o mozão tão querendo pra vida nesse momento. Por isso, vocês precisam "falar a mesma língua" em várias coisas pra que a convivência dos dois funcione de forma natural e leve, como deve ser. A gente juntou três assuntos brabos aqui embaixo pra você ter uma noção de como a concordância de vocês é necessária. Se isso já rolar entre vocês durante o namoro, pode criar esperanças tranquila: é provável que dê casamento, sim <3

1# A administração da vida financeira

Se tem uma coisa que não dá pra fazer é entrar num casamento com aquela mentalidade de “o que é meu, é meu, o que é seu, é seu”. Tudo passa a ser dividido, desde a comida que tá na geladeira até o controle da TV e isso, com certeza, passa pelas contas bancárias de vocês dois. Se você é a rainha das planilhas e aplicativos de controle de gastos, não vai conseguir se dar bem com um marido que é totalmente desleixado e gasta mais do que devia todo mês no cartão de crédito. Ele precisa, pelo menos, demonstrar a vontade de melhorar e se tornar responsável financeiramente. Pode parecer uma coisa pequena, mas grana é um dos motivos principais de divórcio na vida e NÃO É NISSO que a gente pensa quando casa, né?

2# A criação dos filhos

Tudo na vida de um casal deve ser feito com muita parceria e companheirismo, mas, provavelmente, nenhum dos planos é tão importante quanto a criação dos filhos. Educar e preparar as pessoas que vão dar a cara pra sociedade do futuro é uma parada MUITO séria e que também gera discórdia entre os responsáveis por ela. Tudo bem que isso não precisa ser algo que tira o sono de vocês durante o namoro, mas deve ser conversado e analisado, sim - e você também faz isso observando as atitudes da outra pessoa. Se o boy não consegue acordar pra vida e cuidar dele mesmo numa boa, quem te garante que vai conseguir fazer isso quando tiver uma criança dependente? Mas se vocês dois têm pelo menos as mesmas ideias agora, é muito mais tranquilo imaginar esse lindo como o pai dos seus filhos. E se tudo o que vocês pensam hoje mudar lá na frente, quando a prática chegar, paciência: o importante é a parceria na hora de encarar esse desafio que deve continuar! 

3# Os objetivos de vida

Isso parece ser uma coisa óbvia, mas tem gente que casa pensando que o anel no dedo e a assinatura do contrato são capazes de fazer alguém mudar um plano idealizado pela vida toda [é pensando nisso que muita gente diz não aos pedidos]. Ok, impossível não é, mas é bem difícil e, definitivamente, não deveria ser algo pra basear o início da vida de casados. Se um quer construir uma família de comercial de margarina e o outro quer trabalhar, viajar e conhecer o mundo todo pelos próximos 15 anos, amiga, NÃO TEM COMO funcionar! Esse tipo de sonhos e planos são importantes demais e, mesmo que alguém abra mão deles em nome do amor, quem garante que não vai ficar uma mágoa pequenininha lá dentro, pronta pra vir à tona na primeira briga de casados? Esse sentimento, definitivamente, não é nada saudável pra um casamento ou pra carregar aí dentro pelo resto da vida!

Entrar num casamento sem concordar com alguma dessas coisas aí é mais difícil do que passar pela transição capilar e voltar a ter o cabelo cacheado, ou seja: é melhor nem se atrever, né, mana?

Publicado por: Ariel Cristina Borges 

Publicado em: Quarta-feira 29 de novembro de 2017 - 17h26

Destaques da Semana

Escolha o seu humor do dia e veja as dicas para ficar sempre pronta!

  • Me Achando
  • De Boas
  • Precisando de uma força
  • Tensa

#GarnierBrasil

GarnierBrasil
Ir para o topo