Meu chefe já disse pra botar meu cabelo na antena da TV: ficava sem reação

"Eu trabalhava num buffet onde eu fazia de tudo: limpava, arrumava, decorava festas, servia e etc. Eu era a única menina lá com cabelo natural, as outras usavam cabelo alisado e estavam de prancha. As outras meninas e eu já sofríamos outros tipos de abuso lá, mas eu vinha acumulando porque precisava muito do trabalho. Na verdade eu achava que precisava.

Um dia estava um tempo chuvoso e eu estava trabalhando num espaço fechado do buffet, fazendo a decoração de uma festa, enquanto as outras meninas estavam num espaço aberto arrumando as mesas. Começou a chover um pouquinho, mas logo parou, não precisou tirar as mesas, aí ele disse: "vou colocar a Cris na chuva. Se molhar o cabelo dela, aí a gente tira as mesas". Naquele momento eu não tive nenhuma reação, fiquei paralisada e ele rindo na minha cara. Eu perguntei "como é?", ele repetiu e ainda assim eu não tive reação nenhuma. Eu cheguei a pensar em alisar pra me encaixar no trabalho, mas eu tinha/tenho pessoas ao meu redor que me amam e sabiam que, se eu fizesse isso, eu iria me arrepender e me protegeram.

"Ele disse: vou colocar a Cris na chuva. Se molhar o cabelo dela, aí a gente tira as mesas"

Até que um dia ele chamou duas das meninas pra fazer faxina na casa dele e uma delas é minha amiga há anos. Lá ele disse que ia dar pra ela uma TV daquelas antigas de tubo, que precisa do conversor digital. Daí ela disse que ia fazer o pedido da antena e foi quando ele disse: "não precisa, você pode pegar um pedaço do cabelo da Cris e colocar na ponta da antena que a TV vai pegar". Ela me defendeu e ele disse que isso era apenas uma brincadeira; mas ela explicou que não era brincadeira, que isso era racismo. Ela passou um bom tempo pra me contar isso e, quando ela contou, eu resolvi sair de lá, porque eu não preciso disso.

  • Vê bem se alguém pode falar ALGUMA coisa desse cabelo, gente!

    Vê bem se alguém pode falar ALGUMA coisa desse cabelo, gente!

  • Mesmo com esses abusos verbais, a Cris nunca deixou de amar os seus cachinhos

    Mesmo com esses abusos verbais, a Cris nunca deixou de amar os seus cachinhos

  • A Cris é uma das fãs da nossa coloração Nutrisse Cachos Poderosos

    A Cris é uma das fãs da nossa coloração Nutrisse Cachos Poderosos

  • Olha que cachinhos lindos a Cris tem!

    Olha que cachinhos lindos a Cris tem!

  • Vê bem se alguém pode falar ALGUMA coisa desse cabelo, gente!
  • Mesmo com esses abusos verbais, a Cris nunca deixou de amar os seus cachinhos
  • A Cris é uma das fãs da nossa coloração Nutrisse Cachos Poderosos
  • Olha que cachinhos lindos a Cris tem!

"Você pode pegar um pedaço do cabelo da Cris e colocar na ponta da antena que a TV vai pegar"

Eu nunca tinha sofrido racismo e achava que nunca ia sofrer, por ser uma negra de pele mais clara e com traços faciais de pessoas brancas. Na hora me senti um lixo. Ele sempre me tratava mal e isso estava afetando meu psicológico demais. Eu não tinha mais vontade de me maquiar, não me sentia linda, minha autoestima estava uma droga.

Eu pensei em denunciar, procurei por uma advogada negra, que pudesse realmente entender a minha dor, mas não encontrei. Então eu fui em busca de uma advogada e encontrei, mas, quando contei toda a história, ela disse: você quer denunciar por danos morais? Eu disse que não, que eu queria denunciar por tudo que eu tinha direito: racismo, danos morais, assédio moral e etc... Ela disse que ia me passar o endereço do escritório e até hoje não entrou em contato comigo. As pessoas acham que o racismo não deve ser levado a sério, pensam que é algo sem nenhuma importância.

"Eu descobri uma outra Cris depois que voltei aos cachos"

Pras meninas que podem estar lendo isso e passando pela mesma situação, eu digo: não achem que o que está acontecendo com você é sua culpa, a culpa é do abusador. Eu descobri uma outra Cris depois que voltei aos cachos (e nem o que eu passei me tirou isso). Me redescobri, não tenho medo de mostrar quem sou e busco sempre inspirar outras meninas a se amarem como elas são. Foi com esse intuito que criei o instablog @cachosdacris, para mostrar para outras mulheres que elas devem se amar como elas são e não como a sociedade impõe. A justiça tarda, mas não falha e saiba que você é linda do jeitinho que Deus te criou."

Cristina Alves, 28 anos.

Fortaleza, Ceará.

Quer passar pela transição capilar como a Cris fez e ficar com esses cachos incríveis? Clica aqui pra conferir as nossas 5 dicas pra você conseguir chegar até o fim do processo!

Publicado por: Jamille Ribeiro

Publicado em: Sexta-feira 17 de novembro de 2017 - 15h54

Destaques da Semana

Escolha o seu humor do dia e veja as dicas para ficar sempre pronta!

  • Me Achando
  • De Boas
  • Precisando de uma força
  • Tensa

#GarnierBrasil

GarnierBrasil
Ir para o topo