Descobri que estava grávida quando já tava com 7 MESES: ela nasceu exatamente 1 mês depois e eu tava em choque

“Como eu tinha ovário policístico e era obesa de grau elevado (tinha 112 kg), a barriga de grávida não apareceu. Minha médica até dizia que, se eu quisesse engravidar, teria que fazer um tratamento, porque a minha chance de engravidar era de 1 a cada 100 mil. Também estava sem ter relação por alguns meses, estava separada do pai da minha filha, tomava pílula e a menstruação continuava vindo (às vezes até 2x num mês!). Em nenhum momento desconfiei que poderia estar grávida.

Certo dia eu estava sentindo muita dor de estômago e azia, aí procurei um gastro. Fiz vários exames e ele não descobriu nada. No dia que eu ia fazer uma ultra do abdômen, porque estava com suspeita de pancreatite (que é uma inflamação do pâncreas), tive que viajar pra Alagoas. Subi e desci de avião várias vezes por dias, andei de bugre, consumi bebida alcoólica... ou seja, tudo o que uma grávida não podia fazer! Chegando no Rio de Janeiro, esqueci da ultra e segui a vida. Continuei sem nenhum sintoma, somente muita azia, mas nada que um bicarbonato de sódio não resolvesse. Um dia acordei com muita dor do lado esquerdo da barriga (tava deitada e vi subir um ovo, logo pensei que tava com câncer!), fui trabalhar e a dor só aumentando. Fui na emergência de um hospital aqui no Rio, passei por uma bateria de exames, apertaram minha barriga… e nada. De novo a médica veio com o laudo de pancreatite ou vesícula. Fui pra sala de ultrassom olhar a bendita vesícula e o médico me perguntou quando foi minha última menstruação. Disse o dia e aí ele vira e diz que eu tava grávida! Eu ri e disse ‘IMPOSSÍVEL’ (meses sem relação, só se virei Maria mãe de Deus, pensei). Olhei para o monitor e só vi umas costelas, coluna... uma coisa bem estranha. Deitei de novo e falei ‘é pegadinha, né, moço?’. Ele respondeu que não era da área de obstetrícia, mas o bebê estava muito grande e, pelas contas, deveria estar com umas 30 semanas. Fiquei em silêncio, tentando contar o que daria 30 semanas… e aí ele emendou: ‘7 meses. Meu deus, nunca vi isso na minha vida’!

  • Nessa foto a Pri já deveria estar com uns 6 meses de gravidez... e não sabia de nada!

    Nessa foto a Pri já deveria estar com uns 6 meses de gravidez... e não sabia de nada!

  • Semanas depois da descoberta, a Priscilla já tava tendo o chá de bebê

    Semanas depois da descoberta, a Priscilla já tava tendo o chá de bebê

  • Mesmo não sendo fã da profissão "mãe", a Priscilla AMA incondicionalmente a Larinha

    Mesmo não sendo fã da profissão "mãe", a Priscilla AMA incondicionalmente a Larinha

  • Nos primeiros dias com a Lara, a Priscilla teve bastante ajuda do Youtube e da intuição dela

    Nos primeiros dias com a Lara, a Priscilla teve bastante ajuda do Youtube e da intuição dela

  • Um mês depois de descobrir que tava grávida, a Lara nasceu

    Um mês depois de descobrir que tava grávida, a Lara nasceu

  • O maior segredo da Priscilla pra passar por tudo isso é: ter paciência

    O maior segredo da Priscilla pra passar por tudo isso é: ter paciência

  • "Alguns dias depois de descobrir a gravidez, a barriga apareceu. Tudo psicológico!"

    "Alguns dias depois de descobrir a gravidez, a barriga apareceu. Tudo psicológico!"

  • A Priscilla tá sempre comemorando o aniversário da filha junto com o pai dela

    A Priscilla tá sempre comemorando o aniversário da filha junto com o pai dela

  • "Quando a vi pela primeira vez, foi uma mistura de 'me tira daqui' com 'é a cara do pai, não tem nada minha'"

    "Quando a vi pela primeira vez, foi uma mistura de 'me tira daqui' com 'é a cara do pai, não tem nada minha'"

  • Nessa foto a Pri já deveria estar com uns 6 meses de gravidez... e não sabia de nada!
  • Semanas depois da descoberta, a Priscilla já tava tendo o chá de bebê
  • Mesmo não sendo fã da profissão "mãe", a Priscilla AMA incondicionalmente a Larinha
  • Nos primeiros dias com a Lara, a Priscilla teve bastante ajuda do Youtube e da intuição dela
  • Um mês depois de descobrir que tava grávida, a Lara nasceu
  • O maior segredo da Priscilla pra passar por tudo isso é: ter paciência
  • "Alguns dias depois de descobrir a gravidez, a barriga apareceu. Tudo psicológico!"
  • A Priscilla tá sempre comemorando o aniversário da filha junto com o pai dela
  • "Quando a vi pela primeira vez, foi uma mistura de 'me tira daqui' com 'é a cara do pai, não tem nada minha'"

Saí da sala de exame completamente desnorteada (eu tava na melhor fase da minha vida, com tudo indo maravilhosamente bem em todos os setores). A primeira coisa que pensei foi: ‘nunca peguei um bebê no colo, não tenho mãe... como vou ser mãe?’ (minha mãe faleceu quando eu tinha 11 anos). Fui pra casa sem saber o que fazer e por onde começar. No outro dia fui numa clínica particular e fiz uma ultra com uma obstetra (porque a minha médica, aquela que disse que a minha chance de engravidar era de 1 a 100 mil, caiu fora e disse que não podia me atender porque eu tava em estágio avançado da gravidez). Fiz o exame completo, pra saber se tava tudo bem com o bebê e gravei um DVD com as imagens - nessa altura ela já tinha dito que eu tava grávida de 32 semanas e que era uma menina. Liguei pro pai, meu ex-companheiro, e disse que precisava falar com ele, mostrar um trabalho num DVD. Chegando na casa dele, fui logo colocando o vídeo sem dizer nada - até porque eu nem sabia o que ia falar. Ele foi olhando sem entender nada, até que apareceu o rosto dela e a palavra ‘ROSTO’ no meio da tela. Aí, ele deu um grito: ‘VOCÊ TÁ GRÁVIDA?’ - emendei: ‘e de 7 meses’. A reação dele não foi das melhores. Fui contar pro meu pai e ele não acreditou, disse que eu sabia, sim, só tava escondendo. Nas redes sociais, todos incrédulos. A maioria só acreditou quando ela nasceu.

Comecei a procurar uma médica que pudesse me atender. Foi criado um grupo no WhatsApp (o #MamãeExpress), uma amiga foi correndo atrás de enxoval, a outra de fraldas, fui na feira de gestantes e comprei tudo que faltava de uma só vez, peguei empréstimo, consegui doação de carrinho, berço, roupas, organizamos um chá de bebê em duas semanas... No final das contas, fiquei um ano sem ter que comprar fralda e roupas pra Lara.

No dia que ela nasceu (um mês exato depois de descobrir a gravidez), também foi surpresa. Não tinha nada pronto. Fui fazer uns exames de rotina na própria maternidade que estava programada pra ela nascer e lá descobri que entrei em pré-eclâmpsia (um tipo de problema nos vasos sanguíneos). Minha médica me ligou e disse que íamos operar hoje (pensei: operar o que, gente?!) e que era pra eu não sair dali que eu seria internada naquele momento e que ela chegaria por volta das 19h. Liguei pro pai da Lara, pra minha amiga que tava lavando e arrumando as roupinhas... só sei que foi um corre-corre danado. Eu não tinha dimensão do que ia acontecer em poucas horas.

Quando a vi pela primeira vez, foi uma mistura de “socorro, me tira daqui” com “meu deus é a cara do pai, não tem nada minha”. Ainda não tinha noção do que tava acontecendo. Só fiquei preocupada com ela e falava pro pai dela olhar bem a carinha dela, caso fosse trocada na maternidade ou sequestrada. Meu maior sentimento era o medo - ainda tava em choque com o fato de que eu era mãe.

Meus primeiros dias com ela foram de muita leitura na internet e vídeos no YouTube. Eu nunca tinha trocado uma fralda, não tinha uma figura materna pra me ajudar e não tenho ainda hoje em dia - aprendi tudo na intuição. Se eu pudesse dar um conselho pra alguém que tá numa situação parecida com a que eu tava, eu diria pra ter paciência; tudo vai se ajeitar no tempo certo. Lá na frente você vai entender o porquê. Olha, vou te contar um segredinho: eu não gosto de SER mãe não, mas eu AMO a minha filha. Ser mãe é um desafio diário!

Priscilla Carvalho, 28 anos.

Rio de Janeiro, RJ.

Agora que é mãe, a Priscilla sabe que tempo é uma coisa rara e preciosa que tem que ser bem valorizado - mas isso não quer dizer que os cuidados com o cabelo devem, necessariamente, ficar de lado. Dá só uma olhada em como dar um trato no cabelo de manhã em 5 minutos, antes do bebê acordar!

Publicado em: Domingo 23 de abril de 2017 - 14h46

Destaques da Semana

Escolha o seu humor do dia e veja as dicas para ficar sempre pronta!

  • Me Achando
  • De Boas
  • Precisando de uma força
  • Tensa

#GarnierBrasil

GarnierBrasil
Ir para o topo