Decidi parar com a pílula por medo das consequências e não pretendo voltar a tomar nunca mais

A Gabi contou pra gente sobre as mudanças que rolaram no corpo depois que ela parou de tomar pílula, vem ver!

A Gabi contou pra gente sobre as mudanças que rolaram no corpo depois que ela parou de tomar pílula, vem ver!

"Decidi parar de tomar pílula porque já tomava há mais de cinco anos e queria conhecer meu corpo sem aquilo. Não me lembrava de como era. Além disso, os relatos sobre os efeitos prejudiciais dos hormônios artificiais no corpo começaram a me assustar bastante. Então parei e tenho certeza de que foi a melhor escolha que fiz. 

No primeiro mês não senti nada de muito diferente além do aumento surreal do fluxo de sangue e, consequentemente, da dor abdominal. No primeiro dia de menstruação, não consegui trabalhar, tamanho o incômodo e a cólica que senti. Nos meses seguintes, até uns seis após a parada da pílula, minha pele ficou bem oleosa (ela é seca normalmente), meu cabelo caiu bastante, engordei um pouquinho... Mas já está tudo normal agora (parei a pílula em novembro de 2015) e eu me sinto muito melhor do que quando usava pílula.

Uns oito meses depois de ter parado de tomar pílula, fiz um exame geral e descobri que tinha Síndrome do Ovário Policístico. Olha que perigo! Eu tomava pílula há anos e (como ela disfarça o problema) não fazia ideia disso. Agora estou com o endocrinologista marcado para seguir com um bom tratamento para SOP, sem pílula.  Além de nunca, sob nenhuma hipótese, ter relações sexuais sem camisinha, eu devo colocar o DIU ainda este ano. Não pretendo voltar a tomar nunca mais. De verdade. Não quero convencer ninguém de que pílula é bom ou ruim, só sugiro às mulheres que pesquisem a fundo sobre métodos contraceptivos e entendam qual, de fato, é o melhor para si. 

Eu tinha medo de pesquisar e me sentir obrigada a parar com a pílula por conta dos relatos e etc. Foi o que aconteceu. Eu li muito, estudei, conversei com mulheres em grupos de redes sociais, fiquei extremamente incomodada e com medo. Esperei terminar a cartela da pílula e nunca mais voltei. Estou viva, bem, não engravidei, não me sinto mal - pelo contrário, me sinto cada dia melhor - e não penso na hipótese de voltar. Ah, e tem algo fundamental: se você, mulher, não quer mais usar pílula, mas não para de tomar porque o seu namorado/marido/companheiro te pressiona a tomar para não ter filhos, em vez de usar camisinha (opção que não enche o seu corpo de hormônio artificial) ou qualquer outro método, repense a relação. Sua saúde é mais importante."

Gabriela Bispo, 26 anos.

Bônus

Além da Gabi, uma outra sempre pronta deixou a gente DE CARA com as mudanças que aconteceram depois que ela parou de tomar pílula.

As mudanças na vida da Cinth foram BEM grandes.

"Minhas emoções ficaram muito mais intensas. Com a pílula parece que eu tava anestesiada. Acontecia coisa boa? Ok. Coisa ruim? Ok também. O remédio alterava meu humor e eu não tinha percebido! Fora a libido que aumentou absurdamente. Por último, eu tinha dor e cansaço nas pernas sem motivo - um dos sintomas da trombose que pode acontecer por causa do remédio - e isso sumiu. Parar foi a melhor coisa que fiz pro meu corpo", contou.

Cinth Ferreira, 29 anos.

Destaques da Semana

Escolha o seu humor do dia e veja as dicas para ficar sempre pronta!

  • Me Achando
  • De Boas
  • Precisando de uma força
  • Tensa

#GarnierBrasil

GarnierBrasil
Ir para o topo